Um poema de Paulo Mendes Campos

Paulo Mendes Campos / Reprodução
Paulo Mendes Campos / Reprodução

VISITA A BELO HORIZONTE

A Otto Lara Resende

Posso viver em qualquer parte.
É sempre uma história.
O tempo impregna os telhados como a própria noite
Ou a morte dentro dos ossos.
O vento esflora os lirismos parados.
Vem dos lagos ingênuos
Uma razão de plantas maceradas.

(…)

A Praça da Liberdade tem palmeiras incorruptíveis.
Debaixo rasteja um vento da terra. O vento é meu.
Ele vem dos altos do Cruzeiro.
Onde minha infância respirou o cheiro dos pinheiros,
E vai acabar no Acaba Mundo que eu conheço bem.

Recolho cântaros partidos, ainda vivos de uma vida antiga.
Aqui nascem os poetas. Aqui nasce a madrugada
Para a perplexidade dos desanimados.
Aqui nasce sombra do que fui
Me pedindo contas do que sou.
Soubesse contar a volta do baile,
Aquele mês de setembro, o fervor dos amigos.
Não sei. E todas as emoções são exprimíveis.

(…)

Talvez deva crescer entre as coisas que fui,
Arranhar os muros verdes da serra,
Bater com o punho no bronze de todas as horas,
Porque nesta cidade estou sepultada, ó lágrima,
Palpitando sob os mesmos caminhos das mesmas ilusões.

*

Paulo Mendes Campos (1922 – 1991) – Poeta, tradutor, cronista e jornalista, nasceu em Belo Horizonte, mas se mudou para Dom Silvério com dois anos. Na volta à capital, ele permaneceu entre 1928 e 1933, quando foi para o internato do Colégio Dom Bosco, em Cachoeira do Campo. Em 1939, o escritor cursou Odontologia, mas abandonou o curso para se tornar cadete em Porto Alegre no ano seguinte. Desistiu da ideia e voltou para a capital mineira em 1941, ficando até 1945, quando foi definitivamente para o Rio de Janeiro, onde morreu 45 anos depois. Foi colaborador assíduo dos principais jornais cariocas e da revista Manchete. Paulo foi autor de mais de 15 livros, como O domingo azul do mar (1958), O cego de Ipanema (1960), Homenzinho na ventania (1962) e O colunista do morro (1965).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s